Sindicato dos Técnicos Superiores, Assistentes e Auxiliares da Educação da Zona Norte
Quinta-feira, 18 de Outubro de 2007
Proposta do Governo para aumentos reflecte previsão irrealista

FESAP

Frente Sindical da Administração Pública

 

Administração Pública - Negociações 2008
 
A FESAP e o Governo deram hoje início ao processo de negociação colectiva 2008 para a Administração Pública, com especial enfoque para as propostas de aumentos salariais e outras matérias pecuniárias.
Assim, o Ministro das Finanças apresentou uma proposta de actualização salarial de 2,1%, sendo essa mesma a proposta para os aumentos dos suplementos remuneratórios, do subsídio de refeição, das ajudas de custo e do subsídio de transporte.
Depois de anos consecutivos de penalizações, perda de direitos e de perda de poder de compra, tudo indica que mais uma vez os trabalhadores da Administração Pública não verão a sua massa salarial aumentar de forma a suprimir o impacto negativo da inflação nas suas economias domésticas.
Não obstante o Governo apresentar a sua proposta pomposamente, tomando aquele valor, de 2,1%, como referencial da inflação prevista para 2008, é certo e sabido que, ao longo dos anos, essas previsões por parte dos sucessivos governos se situam invariavelmente abaixo do que na realidade depois se verifica.
A FESAP, baseada em documento oportunamente divulgado pela UGT, defende um valor de previsão da inflação para 2008 situado algures entre os 2,3% e os 2,4%, valores que se afiguram bastante mais realistas que o valor defendido pelo Governo.
Além disso, os sindicatos da FESAP pretendem que, depois de largos anos de sacrifício, os trabalhadores da Administração Pública possam começar a recuperar o muito poder de compra perdido, pelo que defende uma actualização salarial de 3,8%, o subsídio de marcha e viagem deverá ser actualizado em 4% e o subsídio de alimentação deverá passar para os 5,6€.
Não serão as “palavras doces” que o Ministro das Finanças dirigiu aos trabalhadores que os embalarão e farão pensar que o Governo lhes prepara algo de bom. O passado recente tem mostrado que não é possível confiar nas promessas do Executivo.
A promessa de descongelamento das progressões nas carreiras, feita recentemente pelo Primeiro-Ministro e hoje mesmo reiterada – em entrevista aos jornais – pelo Ministro das Finanças, é exemplo disso mesmo visto que, na proposta agora apresentada pelo Governo não aparece qualquer concretização dessa mesma intenção.
Está marcada uma nova reunião para a próxima semana, sendo que a FESAP manter-se-á atenta e aguardará por uma contraproposta do Governo no sentido da aproximação das nossas posições.
 
Lisboa, 16 de Outubro de 2007


publicado por staae-zn às 00:02
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 9 de Outubro de 2007
Governadora civil diz ser "normal" polícias contactarem sindicatos...

Covilhã: Governadora civil diz ser "normal" polícias contactarem sindicatos para pedir informações sobre manifestações

9 de Outubro de 2007, 14:25

 

Covilhã, Castelo Branco, 10 Out (Lusa) - A governadora civil de Castelo Branco defendeu hoje que a ida de polícias a um sindicato para obter informações sobre eventuais protestos durante a visita do primeiro-ministro à Covilhã é um procedimento "habitual e rotineiro", negando ter sido intimidatória.

Em declarações à Agência Lusa, Maria Alzira Serrasqueiro afirmou que "é habitual nestas situações" a PSP procurar informações sobre os locais e as ruas para onde estão previstas manifestações e que foi com esse objectivo que os polícias contactaram o Sindicato dos Professores da Região Centro (SPRC).

O SPRC decidiu apresentar queixa relativamente à visita de agentes da PSP à delegação do sindicato na Covilhã, classificando a acção como "intimidatória" e "deplorável", alegando que os polícias pediram informações sobre os protestos e alertaram para o uso de linguagem que não fosse atentatória da integridade pessoal.

"O sindicato levantou questões de intimidação e rusgas, mas neste distrito, como no resto, não está em causa o direito à manifestação", frisou Maria Alzira Serrasqueiro, sublinhando que é "abusivo o que os sindicalistas estão a transmitir para a comunicação social".

A governadora civil declarou que os agentes da PSP se limitaram a passar pela sede do sindicato para apurar quais os locais onde estavam previstos os protestos porque ainda não tinham a confirmação oficial de que a manifestação tinha sido autorizada.

"É uma actividade rotineira da PSP, foi uma conversa normal", garantiu a mesma responsável.

Maria Alzira Serrasqueiro afirmou ainda que não acredita em rusgas nem em perseguições.

"Sendo governadora civil sou responsável neste distrito pela coordenação das polícias e posso dizer que não seria a PSP que iria impedir o sindicato de se manifestar, não é esse o espírito. Não houve nenhuma ordem nesse sentido", salientou.

A denúncia do SPRC levou o ministro da Administração Interna a instaurar um processo de averiguações para apurar os factos ocorridos na Covilhã e suscitou reacções por parte do Sindicato dos Profissionais de Polícia que considerou que a PSP está a ser "o bode expiatório da hostilidade dos sindicatos para com o primeiro-ministro".

O secretário-geral da CGTP-IN, Carvalho da Silva, classificou a visita dos agentes policiais à sede sindical dos professores como "um atentado claro e inequívoco à democracia".

RCR.

Lusa/fim

 

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/PU9Bmo%2FQ0apGGhqhmHVnSA.html



publicado por staae-zn às 15:38
link do post | comentar | favorito

O STAAE-ZN
pesquisar
 
Abril 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
16
17
18
19
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


posts recentes

Conferência de Imprensa c...

FNE convoca greve de Trab...

Jornal online março 2018

Agenda Abril 2018

Informações 1ª de Maio 20...

Convocatória do Congresso...

Vamos celebrar o Teatro

5436 - Liderança e Motiva...

Agenda do dia 24 de março...

Jornal On line FNE fevere...

arquivos

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Maio 2017

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

tags

todas as tags

links
:
este blog foi visto por:
contadores
contadores