Sindicato dos Técnicos Superiores, Assistentes e Auxiliares da Educação da Zona Norte
Segunda-feira, 21 de Junho de 2010
COMUNICADO

PREVENIR E COMBATER A VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS

 

A FNE regista e sublinha as conclusões do relatório de segurança escolar agora divulgado, mas salienta que ele fica muito aquém do que é a realidade que sobre esta matéria se regista nas nossas escolas. Desde logo impõe-se sublinhar a falta de consistência de comparabilidades insustentáveis que o relatório pretende estabelecer, porque o universo de escolas envolvidas varia de uma circunstância para outra. Mas, para a FNE, a dimensão dos incidentes de indisciplina e violência escolares é bem maior do que o que este relatório pretende revelar. Sem pretender criar alarmismos desnecessários, a FNE também não alinha com quem queira fazer esconder a dura realidade que hoje marca as escolas portuguesas, com múltiplas situações que põem em causa a autoridade do professor, em particular, e o princípio do respeito que é devido a cada pessoa, em geral, quer porque estes incidentes envolvem alunos entre si, como se referem ainda a alunos, professores e trabalhadores não docentes. O número real de incidentes de indisciplina e violência nas nossas escolas é bem maior do que este relatório quer demonstrar e mais valia o Ministério da Educação querer encarar esta problemática, não numa atitude de negação, mas numa atitude de prevenção e de apoio às vítimas das acções de indisciplina e violência. Além do mais, a FNE alerta, mais uma vez, para o facto de as novas tecnologias de comunicação, como os telemóveis, ou as redes sociais, permitirem todo um conjunto de novas formas de violência psicológica a que não podemos deixar de dar atenção. É por isso que a FNE propõe que, em relação à temática da indisciplina e da violência se determinem, não só medidas de prevenção, como medidas de apoio às vítimas ou alvos das acções de indisciplina, bullying ou violência. Ao nível da prevenção, a FNE considera essencial o estabelecimento de equipas multidisciplinares ou pluriprofissionais, integrando psicólogos, educadores e assistentes sociais que possam realizar uma acção permanente de acompanhamento das atitudes e dos comportamentos, de forma que estas possam intervir em acções de enquadramento que evitem situações de indisciplina e/ou violência. Depois, é preciso desenvolver campanhas de esclarecimento e informação sobre as formas que hoje em dia pode assumir, quer o bullying, quer a violência. Finalmente, impõe-se que os alvos das acções de indisciplina, bullying ou violência sintam que dispõem de mecanismos de apoio e protecção e que estes funcionem eficazmente, quer como factores de dissuasão, quer como factores de efectiva responsabilização e punição. A FNE continua, entretanto, a insistir na necessidade de constituição de um Observatório da Convivência Escolar, no qual, para além do Ministério da Educação, intervenham representantes das organizações sindicais, das associações representantes dos pais e encarregados de educação, e ainda de associações representativas dos estudantes. Para a FNE, esta é uma área prioritária de intervenção e dispõe-se a colaborar para as acções que forem necessárias, quer para a prevenção, quer para a responsabilização.

 

Porto, 21 de Junho de 2010

O Departamento de Informação da FNE



publicado por staae-zn às 15:17
link do post | comentar | favorito

O STAAE-ZN
pesquisar
 
Março 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
19
20
22
23

24
25
27
28
29
30

31


posts recentes

Resolução do Secretariado...

Greve 21 e 22 março 2019

DIPLOMAS RELEVANTES PUBLI...

Vigília residência oficia...

Dia internacional da Mulh...

Pré Aviso de GREVE - 21 e...

PROGRAMA DE FORMAÇÃO TRAN...

UGT associa-se ao dia de ...

Convocatória Conselho Ger...

Jornal FNE fevereiro 2019

arquivos

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Junho 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Maio 2017

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Outubro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

tags

todas as tags

links
:
este blog foi visto por:
contadores
contadores